Criança deve saber esperar

birra

Por Dra. Marcilei

A Criança é muito esperta e desde pequena ela já é capaz de perceber as vezes em que ela chora e é prontamente atendida. Assim  ela percebe também a importância  que seu choro teve e cria um comportamento. Ao querer algo ela chora para que os adultos com a intenção de colocarem um fim no choro a atendam rapidamente. A Dra. Marcilei nos ensina que a  prontidão para atender a criança não é saudável. A criança deve saber esperar. Salvo, claro, nos casos onde há alguma patologia envolvida. Nos demais casos, mesmo sendo possível, não devemos atender imediatamente ao pedido da criança. Há crianças que choram, fazem birra, gritam…tudo para conseguirem algo. Se forem atendidas entenderão que assim é que funcionará. Se tornarão  crianças sem limites e os pais, reféns deste comportamento. Isso tudo porque não as ensinaram a esperar.

A Dra. Marcilei tem preciosas dicas para que essa dinâmica não aconteça e seja o mais saudável possível.

Uma delas  é simplesmente não responder às birras até que a criança perceba que este comportamento não funciona mais.

Os  pais devem deixar claro para a criança que para que ela seja atendida é necessário que ela fale sem choro.

• Além disso, devem  explicar para a criança quanto tempo algo demora para ficar pronto ou ainda que naquele dia ela não poderá fazer determinada coisa, e explicar o motivo.

• Os pais devem ser firmes e não mudarem de idéia frente ao chilique.

• Vale inclusive se ausentar para não demonstrar irritação ou ceder.

• A criança deve aprender que os outros não são extensão dos seus desejos.

Com essa atitude, os pais além de evitarem muita vergonha estarão dando grande contribuição para a boa formação destes pequenos.

Educar não é tarefa fácil, mas é compensadora.

MarcieleTrovaoDePaula

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Deixe seu comentário