Multiplique seu guarda-roupas

armario

Por Fernanda Damy

Se você anda com o dinheiro curto graças ao aumento da luz, da gasolina, da inflação e de tudo o mais que precisamos para viver, é natural que tenha cortado ou diminuído os gastos com roupas e acessórios. Mas isso não significa ficar sem look novo todo dia! Multiplique seu guarda-roupas com as dicas que vamos dar nesse post e deixe de lado o cartão, o cheque especial e a vontade de comprar. Assim, mesmo quando a economia melhorar (torcida já!!), você já saberá controlar seus impulsos e comprar só aquilo que vai agregar ainda mais ao seu guarda-roupas.

Vamos ao paso a passo?

1) Tire do armário TUDO o que você tem. Feriado é amanhã e se você for ficar em casa é uma ótima oportunidade! Espalhe na cama por categorias: calças, camisas, blusas, roupas de ginástica etc.

2) Vasculhe, pilha por pilha, e com MUITA honestidade tire o que não lhe cai perfeitamente (e isso inclui aquela calça que você está guardando para quando emagrecer, mas fazer dieta passa longe dos seus planos), o que você não gosta e o que você não usa há mais de dois anos. Se for uma peça de dia a dia há tanto tempo sem uso, não é agora que você vai começar a usá-la. Se for uma peça sazonal, como um casaco de esqui ou um biquíni, deixe somente se tiver certeza de que, quando chega a época certa, elas são colocadas em uso.

3)  Do que ficou, observe as combinações que você já faz naturalmente. Uma calça bordô não precisa ser sempre usada com a mesma camisa off-white. Ela fica bem com cinza, marinho, verde-musgo… Pense em novas combinações para cada peça, prove para ver se funciona e fotografe tudo – assim você não esquece nos próximos dias quando for colocar os looks em prática.

4) Se nesse processo você notar que tem muito mais estampas do que lisos (o que dificulta a combinação de novos looks), muito mais calças do que blusas e vice-versa, anote quais são os pontos fracos para que você comece a comprar de forma mais focada e produtiva. Já contei aqui que adoro uma estampa e todo verão preciso me controlar para manter os lisos e básicos em dia, senão as roupas deixam de valer o investimento…

5) Observe também seus acessórios: muitos saltos para quem só tem roupas de ginásticas ou vestidos de praia; tênis e mais tênis para quem precisa trabalhar de roupas formais e por aí vai. Seus acessórios precisam ser coerentes com suas roupas – todo o seu guarda-roupa deve poder conversar. É claro que você pode ter roupas de vários estilos e para diversas ocasiões, mas os acessórios devem acompanhar na mesma proporção senão os looks ficam incompletos e você acaba não os usando. O mesmo raciocínio serve para bolsas e joias/ bijus.

6) Uma vez coordenados os looks com os acessórios, comece a usá-los sem medo de ser feliz. Faça um combinado com você mesma: uma vez testado, aprovado e usado o look, coloque ele no fim da fila e opte por um novo a cada dia. Quando todos os looks já tiverem sido usados, você certamente estará repetindo esse exercício de novas combinações para montar outros novos looks. Só invista em peças novas quando as combinações se esgotarem. Isso, para um guarda-roupa de seis portas (tamanho médio das mulheres interessadas por tendências e consumidoras de moda), você deve ter looks para pelo menos seis meses.

Boa arrumação!!!

 
 
 
 
 
 
 
 

TAGS:

0
Compartilhe esse post:
Deixe seu comentário