Queda de cabelo: e agora?

 queda de cabelo 2Por Dra. Karina Nunes

Apesar de não terem função fisiológica vital, os cabelos tem uma grande importância na construção da nossa imagem relacionada à aparência e autoestima. Dai entende-se a ansiedade e muitas vezes o desespero de quem começa a apresentar queda de cabelos acima do normal.

Essa queixa tem sido cada vez mais comum no público feminino, e na maioria das vezes no início é vista como certo exagero pelo médico. E até que o quadro clínico seja evidente, muitos cabelos foram perdidos. E aí vem pergunta que mais aflige: vou ficar careca?

Quando uma mulher se queixa de uma perda aguda e muito intensa de cabelos, que pode durar de dois a três meses, provavelmente ela está experimentando o que chamamos de Eflúvio Telógeno Agudo.

Podem ser várias as causas que determinam o surgimento do eflúvio telógeno, como: estresse emocional forte, pós-parto, interrupção ou inicio do uso de pílulas anticoncepcionais ou de reposição hormonal, infecções e doenças acompanhadas de febre alta, hemorragias (ciclo menstrual alto, pós-operatório) , doenças (disfunção da tireoide, anemia, síndrome dos ovários policísticos), deficiências nutricionais (ferro, zinco e proteínas) ou dietas muito restritivas (perda peso muito rápido).

Uma boa conversa com o especialista, exames de sangue e analise detalhada dos fios de cabelos (dermatoscopia capilar) levam ao diagnóstico.

Após descoberta da causa, inicia-se o tratamento. Para acelerar esse crescimento, o uso de suplementos e/ou medicações orais, tônicos capilares (minoxidil fatores de crescimento), mesoterapia (aplicações de substancias locais), laser (estimulo de crescimento) ou shampoo adequados são alternativas para o tratamento.

É importante lembrar que a queda ocorre rapidamente mas o crescimento de um novo fio é demorado.

Importante lembrar:

– O couro cabeludo possui em média 50 a 100 mil fios de cabelo;

– A queda de 50 a 100 fios por dia é considerada normal;

– Lavagem frequente não faz aumentar a queda de cabelos;

– A caspa é um fungo e pode acelerar perda de cabelo;

– Água muito quente aumenta oleosidade do couro cabeludo, o que pode piorar queda.

 

KarinaNunes

 

 

 

 

 

TAGS:

8
Compartilhe esse post:
8 Comentários para “Queda de cabelo: e agora?”

    Gravatar Virgínia Leoni
    8 outubro 2014

    Eu sempre quis saber sobre o tema. Adorei.

    [Reply]


    Gravatar Aline Sampaio
    8 outubro 2014

    Parabens Dra. Karina. Gostei da matéria. Eu ja tinha ouvido falar sobre voce por amigas. Agora estou comprovando. Vou marcar uma consulta.

    [Reply]


    Gravatar Silvana Gomes
    8 outubro 2014

    Que bacana. Adorei o post .

    [Reply]


    Gravatar Marina
    8 outubro 2014

    Esse assunto me interessou muito. Show.

    [Reply]


    Gravatar Soraia Carvalho
    8 outubro 2014

    Gostei. Pode falar mais sobre cabelos quando quiser. Sofro com os meus.

    [Reply]


    Gravatar Lara
    8 outubro 2014

    Sempre achei que lavar demais poderia prejudicar. Gostei!

    [Reply]


    Gravatar Luiza
    8 outubro 2014

    Meu banho é super quente e nunca pensei que pudesse estar relacionado com a queda de cabelos. Bem interessante o post, Cristine.

    [Reply]


    Gravatar Vanessa Gama
    8 outubro 2014

    Adorei a matéria… sempre bom prestar atenção às causas para tratar as consequências!

    [Reply]


Deixe seu comentário